—  Name, Title

SÉRIES SÃO A ESPECIALIDADE

DO RIO WEBFEST,

A BAHIA PRESENTE

Por Kithi / 18 de novembro de 2019

A Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, é o palco para o encontro de criadores de séries. Em todas as direções estão as máquinas fotográficas/filmadoras, os celulares, os tripés, os computadores... além dos painéis, dos keynotes, das mesas redondas... uma alegria invade os corações, somos todos criadores, essa é a água da fonte da juventude que passeia pelo maior festival internacional de séries: o Rio Webfest.

 

A história do festival começou com a comédia ‘Oposto do Sexo’, um sucesso que ganhou o mundo e trouxe o mundo das séries para o Brasil.

 

Após transitar em muitos festivais internacionais o escritor, diretor e editor da série Leandro Corrêa, inquieto por não ter algo parecido no Brasil, resolveu convencer o ator Daniel Archangelo, a investir no propósito. O resultado: um espaço onde junta criadores de séries que trazem a leveza ativa dos jovens, um lugar onde as possibilidades de “inventar” a história é a narrativa que une a todos numa mesma comunidade.

 

Para lá de um festival com premiações, o Rio WebFest é um lugar de união. Para Leandro, “o cara que teve a ideia”, o espirito de comunidade entre os participantes é mediado por Daniel, sócio e diretor de realização do festival.

 

“O Daniel tem essa magia de conseguir ver algo de bom quando a situação está ruim. E ele transmite isto para os criadores”, fala  Leandro.

Veja no vídeo abaixo como Daniel consegue juntar gente em torno das séries:


  

A troca de saberes amplifica as possibilidades de caminhos a seguir. A aproximação com os players nas rodadas de negócio permite que as séries participantes ganhem novas janelas para serem vistas, ganhem apoiadores. Um diferencial que gera a energia do sonho, da possibilidade de realizar e de fazer “pra valer”. De entrar no mercado.

 

Para Victor Soares, criador da série As Gêmeas, junto com Ingrid Ohara, com mais de 1.200.000 visualizações, o festival é o lugar onde “é possível encontrar criadores de todo o mundo. Alguns que realizam na raça, alguns com algum orçamento, alguns com uma visibilidade grande, outros não tiveram aquela visibilidade, mas é muito legal ver como a web está possibilitando a criação de conteúdo da forma que você quer fazer”.

 

Assista a entrevista com os criadores Flávio Langoni e Lívia Pinavo, da série Nômande, indicada para as categorias de Melhor Ator, Melhor Elenco, Melhor Série Brasileira e Melhor Produção.  Vale a pena conferir o vídeo abaixo, efeitos especiais, tudo feito com muita criatividade e dinheiro quase nenhum.

A BAHIA NO WEBFEST - É HOJE A NOITE!

Presente no Rio WebFest dede 2018, este ano a Bahia tem três representantes:

 

Ganhando o prêmio de Melhor Série Digital Brasileira, “Som do Amor”, uma criação de Thiago Querino, ganhador do prêmio de Melhor Ator de Série de Comédia, e Gustavo Seabra. Hoje estarão concorrendo em 8 categorias: Melhor Série de Comédia, Melhor Roteiro, Melhor Direção, Melhor Ator, Melhor Elenco, Melhor Fotografia, Melhor Figurino, Melhor Trilha Sonora. Uma história sobre amor, amizade... e música!

A série Na Rédea Curta foi indicada para quatro categorias: Melhor Série de Comédia, Melhor Ator, Melhor Direção e Melhor Série Brasileira. Sulivã Bispo e Thiago Almasy dão vida à Mainha e Junior nesta web-série que retrata de forma bem humorada o cotidiano de uma mãe e seu filho na periferia de Salvador. 

A série Culinária de Terreiro indicada para a categoria Melhor Série de Diversidade. Uma série com roteiro, direção e edição de Kithi, com produção da Afro Chefa Solange Borges e finalização de Antonio Gentil. A série fala de ancestralidade a partir da vivência, aberta ao público em geral, do ato de cozinhar no ambiente do Terreiro de Candomblé Angola e todo enraizamento desse fazer com os diversos saberes que estão lincados indiretamente, como: a produção de panelas de barro, o plantio da mandioca, a plantação de ervas para banhos...

REVISTA ASSUM PRETO

Os textos sugeridos não refletem, necessariamente, a opinião da Assum Preto. Os textos e fotografias podem ser utilizados por terceiros desde que sejam solicitados e que indique a autoria.